Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

I Met God she’s Green

Um blog de Joana Seixas e Brandão, sobre tudo o que podemos fazer para tornar as nossas vidas mais sustentáveis e mais felizes!

I Met God she’s Green

Qual é a melhor garrafa de água para o nosso dia a dia?

08.06.20 | Joana

 

 

E34A1AF9-D08E-4E78-8320-8F8E234C1652.jpeg

 

   Hoje é dia mundial dos Oceanos e deixamos aqui um guia prático sobre garrafas reutilizáveis.  Explicamos as características e as funcionalidades de cada uma, e isso vai ajudar-vos a tomar a melhor decisão, de qual será a garrafa que se adapta melhor ao vosso dia a dia.
   Para mim a melhor forma de beber água é directamente da fonte! Seria perfeito se existissem muitas fontes espalhadas pelas cidades. Existem bastantes fontes em Portugal, mas nem sempre estão perto de nós, por isso temos que encontrar alternativas. A água da torneira em Portugal é bastante boa, varia de Concelho para Concelho mas de uma forma geral é a forma mais saudável de beber água. Podemos sempre filtrar, existem várias opções no mercado
, a mais simples e acessível é colocar um filtro de carvão dentro da garrafa, vejam este artigo sobre filtros muito interessante.
   A água da Fonte dos Peixes em Castro D’Aire foi, sem sombra de dúvida, a melhor água que já bebi na vida, e é da minha infância que guardo o prazer de beber água pura e cristalina directamente da fonte. Actualmente já não tenho essa possibilidade por perto, mas tenho que beber muita água, por isso tenho sempre comigo uma boa garrafa, que conserva bem a água e que vou enchendo à medida das minhas necessidades.

 

D74BAE76-881F-4938-99CA-0B0A9D566255.jpegPegada Verde

   Já todos sabemos que o consumo permanente de garrafas descartáveis tem um impacto ambiental gigante, estima-se que a cada minuto que passa, sejam vendidas em todo o mundo um milhão de garrafas plásticas; por ano, são consumidas cerca de 500 bilhões*, e infelizmente as previsões são de que este consumo aumente. Estes dados são assustadores, mas não nos podem paralizar. Cabe por isso a cada um fazer a sua parte e evitar o seu consumo para conseguir gerar um impacto positivo no mercado, e fazer com que haja diminuação drástica na sua produção e posterior venda. Também a água que vem dentro das garrafas plásticas tem uma qualidade questionável, não sabemos até que ponto houve ou não libertação de microplásticos no seu transporte e armazenamento, devido à exposição ao calor. Portanto a opção mais segura será sempre a água da torneira, sempre que possível  filtrada, mas essa questão fica para um próximo artigo. 

  Comprar uma boa garrafa para o dia a dia, duradoura, eficaz, que conserve bem a água e que não comece a cheirar mal ao fim de algum tempo, é uma tarefa que requer algum “estudo”, por isso neste artigo vamos tentar dar uma ajuda.
  Há que perceber qual é a mais indicada para o nosso estilo de vida, qual o tamanho ideal, se precisa de ser térmica, se pode ser mais pesada, etc. Todas estas questões devem colocadas antes de ceder à pressão de comprar uma, só porque está na moda ou porque precisamos naquele momento. Se fizermos uma escolha bem pensada é provável que a nossa garrafa dure muito tempo nas nossas mãos (e isso será sempre a opção mais sustentável).

 

1. Garrafas de plástico reutilizáveis 

 

1434CDC8-EE7B-49F4-B7DD-F9C762952A1F.jpegPegada Verde


Estas são as garrafas mais comuns e as principais vantagens são o preço baixo, leveza e facilidade no transporte. Mas há que ter em conta mais factores: 

- De que tipo de plástico é feita, se é rígida ou mole (as moles têm tendência a ficar muito marcadas, as rígidas geralmente são mais resistentes)

- Qual a qualidade do plástico e principalmente ter atenção se está isento de BPA. Este dado é muito importante, não só durante o uso da garrafa para a nossa saúde, devido à libertação de microplásticos, mas também para quando estiver no fim de vida e tivermos que a deitar fora  que impacto irá gerar no ambiente (a realidade é que não deixa de ser plástico). 

- O plástico também não protege a água da luz e do calor, sendo até bastante perigoso deixar uma garrafa plástica atingir altas temperaturas, pois há uma libertação acelerada de microplásticos muito perigosa para a nossa saúde (especialmente nociva para grávidas e crianças). 

2. Garrafas de Vidro 


F9AD417B-98C1-4459-9B36-D2744600666A.jpeg
Pegada Verde


   O vidro é um excelente material para conservar a água e é também totalmente reciclável. O que faz desta uma boa opção, mas tem algumas desvantagens no seu transporte. 

- Pode partir-se com alguma facilidade.
- Também não protege de altas temperaturas. 
- Actualmente já muitas das garrafas são vendidas com uma capa de neoprene  que ajuda a proteger a garrafa, no entanto se esta estiver muito perto do bocal pode gerar maus cheiros.

 - Em casa, o vidro, é a melhor opção para conservar água, dentro e fora do frigorífico. 

3. Garrafas de Alumínio 

As garrafas de alumínio não enfrentam os mesmos problemas do plástico quando o assunto é reciclagem, já que o alumínio tem uma elevada taxa de reciclagem. Além de que se comprarmos uma garrafa de alumínio reciclado já poupámos bastante o ambiente (1kg de alumínio reciclado evita a extração de 5kg de bauxite, mineral de onde se extrai o alumínio). 

- Tem também a vantagem da leveza, o que faz com que seja uma opção prática para o dia-a-dia.
- No entanto não é muito resistente, podendo ficar danificada bastante facilmente. 
- Alguns modelos têm um revestimento interno que pode conter BPA, é importante por isso estar atento no momento da compra à composição do produto. 

4. Garrafas de Barro 

 

139037B8-1421-4BD0-B490-0D009FA4EAE7.jpeg   Água Fresca

   Esta pode ser uma boa opção se a garrafa não tiver que ser transportada. O barro mantém a temperatura ideal da água, mas pode deixar algum sabor na água. No entanto para quem procura uma escolha mais tradicional e não quer ou pode colocar a água no frigorífico, pode ser uma boa alternativa ao vidro, já que conserva a água naturalmente das fontes de luz e calor. 

5. Garrafas de aço inoxidável ou mistas (térmicas e não térmicas) 

5449D3A7-B175-45D4-9BAD-4453C3A7F9BE.jpegPegada Verde


   Esta é muito provavelmente a opção mais consistente e durável, as garrafas de aço inoxidável têm mesmo muitas vantagens. O aço inoxidável é considerado o material mais reciclável do mundo, podendo ser 100% reutilizado e totalmente aproveitado.

- Não há o risco de intoxicação por compostos químicos, como acontece com os modelos feitos de plástico ou alumínio, é mais higiénica e pode ser lavada na máquina de lavar louça.

- As térmicas são excelentes para transportar bebidas quentes ou frias. 

- As desvantagens são que geralmente são mais caras (mas isso é relativo, pois se durarem mais tornam-se mais baratas. As não térmicas aquecem facilmente e se caírem também podem ficar danificadas com facilidade). 

Independentemente de que material é feita a garrafa, é bom estar sempre atento às especificações de uso dadas pelo fabricante, para conseguir aproveitar ao máximo as suas potencialidades e minimizar qualquer problema de saúde que possa ocorrer durante o seu uso. Alguns modelos são feitos especificamente para bebidas frias, enquanto outros são apenas para bebidas quentes. O mau uso pode levar à diminuição do tempo de uso do produto.

Se tiverem mais dicas deixem nos comentários, pois a vossa experiência poderá ajudar-nos a fazer a melhor escolha. 

* Dados obtidos num estudo encomendado pelo jornal The Guardian

5 comentários

Comentar post